Campeonato Nacional de Fundo

A competirem com os melhores do país, os atletas da Casa do Benfica conseguiram alcançar os objectivos traçados pelo treinador e justificaram o trabalho que têm vindo a desenvolver depois do reatar dos treinos pós paragem imposta por força da pandemia.

Na manhã de sábado (dia 5), o treinador João Amaral, vestiu a camisola de atleta e na categoria de veteranos C, percorreu 3000 mil metros em 16.32:69 no “seu” K1 conquistando o 10º lugar, melhorando assim o tempo individual e demonstrando aos atletas a evolução e ambição.

No domingo (dia 6), foi a vez de entrarem em acção os atletas João Batista, Rafael Melro e Gabriela Silva. No Contra Relógio, João e Rafael, na categoria de Iniciados com o barco K1, percorrem ambos 2000 mil metros em 12.36:25 e 15.16:03, respectivamente, resultado que lhes deu o acesso à final marcada para as 15h. Gabriela Silva, no escalão de Iniciados em K1, pagaiou os 2000 mil metros em 15.32:01, exibindo assim o melhor tempo desde que iniciou a competição.

A entrada do João Batista no minuto 12 nos 2000 mil metros é algo que era impensável há uns meses atrás e os 15 minutos do Rafael e da Gabriela oferecem a certeza que com outras condições irão sem dúvida surpreender.

Na final de Iniciados Masculinos, João Batista e Rafael Melro, voltaram a percorrer os 2000 mil metros em 13.24:81 e 15.52:85, respectivamente.

Olhando para a fita do tempo e sobre o ainda curto percurso deste grupo de atletas, que começaram a dar as primeiras pagaiadas na Casa do Benfica, o treinador João Amaral começou por dizer que os resultados “obtidos ontem e hoje em barcos menos rotulados na modalidade não podiam ser melhores”, “O tempo que efetuaram em cada prova é a confirmação mais que evidente do bom trabalho que temos realizado ao longo deste ano”, concluiu.

Um website emjogo.pt